MAMEI O MACONHEIRO

    


          Boa tarde galera, o conto a ser relatado é real e aconteceu hoje pela madrugada. Bom eu fiquei sozinho no meu quarto, então passei a maior parte do tempo trancado vendo putaria. Tava com um tesão do caralho tentando encontrar algum amigo pra fuder e dar uma mamada, mas até então nada. Eu tenho uma tara por adrenalina e coisas inesperadas. Quando não encontro nenhum macho pra me fuder, eu resolvo sair escondido de casa e começo a andar pelas ruas do meu bairro, e é aí que começa o lado bom. Em minha última saída, depois de andar sem encontrar nenhum macho, quando já estou voltando pra casa estou eu passando pela avenida e vejo que na rua paralela a ela vai um cara macho, gordo, negro bem no estilo pagodeiro sem camisa e percebo que ele mora na rua. No mesmo instante entro nessa rua e aí apresso passo, ele já tava entrando em casa.

Tudo bem passei pela frente da casa pensando que tinha perdido tempo andando pelas ruas na madruga, mas quando dobro a esquina ouço alguém me chamando. Quando olho pra trás lá está ele, no canto e eu me fingindo de desentendido volto e digo: 

     — E aí bl?

 Ele diz: 

    — Eae pow, que tu faz andando por ai uma hora dessa, tava bebendo?

    — Não pow, eu tô atrás de beber.

    — Então vamo ali no posto, vou só em casa pegar uma camisa.

O cara era muito grande e tinha cara de safado, mas até então ainda não tinha falado nada sobre putaria com ele. Ele tava cheirando a álcool então pensei que talvez ele só quisesse beber.

Quando ele voltou começamos a andar pelas ruas escuras do bairro perto de um campo de futebol e aí ele diz:

— E aí tá afim de beber.

Eu olhei pra ele na mesma hora e disse:

— Cara, eu  afim de mamar uma rola.

— É? Então vamo aqui na arquibancada que tu vai mamar meu cacete.

Partimos pra arquibancada mas os refletores do campo atrapalharam ai ele disse que sabia outra parte do campo mais escura, fomos pra lá. Eu tava com muito tesão.

Aí eu disse:

     — Mas e se encontrarem a gente aqui?

    — Relaxa vão pensar que a gente veio fumar.

Chegamos lá e mais na frente tinha um cara e uma mina fumando uma maconha, e então entramos numa arquibancada que era pequena e impedia que alguém nos visse.

Então ele preparou o cigarro dele, baixou as calças e mandou eu mamar aquele cacete.

Nossa, o cacete dele era enorme, a cabeçorra mal cabia na minha boca. Ele me fazia engasgar enquanto ficava loucão, queria que ele me fudesse mas ele queria grana e eu não tinha. Mamei muito, aquele puto safado até quando ele anunciou que tava vindo leitinho, tomei muito. Ele parecia um cavalo gozando. Aí tive que voltar pra casa e ele também, já que a namorada dele tava esperando dormindo. Foi bom demais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário